Trechos da minha impaciência VIII

10 de maio de 2018 2 Comentários

um mundo se desenrola deste mundo que já me toma de assalto pelo tanto de espanto que me sobressalta. ainda vem um bando de coisa d’outra esfera me destituir das coisas que acreditava já poder dar palestras pelo mundo; mas que agora, me “des-empodera”.
um bando na abóbada, aproveita o meu olhar pro azul, pra me cuspir na fuça e me arranca dos costumes e me coloca primitivo e funciona porque dá raiva! tem dado raiva porque há algumas décadas venho acreditando nessa coisa de humanidade que já teve tempo de sobra pra sobrar em mim.
até estudei sobre tudo isso que aí está pô! e putz: nem sei se é verdade, sobre o que até aqui, versejo.
gente engrupida de gente se “pseudo-esforça” pra “gentificar” e depois de tudo, um nó de cobre, ocre na garganta, é o que sobra, mais nada deste mar de gente que faz selfie com gente faminta por olhar humano e, o espectador… dois mil “gosteis”.
mas querem saber? dane-se! vou seguir apostando neste mundo mesmo, já que estou aqui e; vou reCItar um colírio e reCEItar um poema…


2 Comentários para Trechos da minha impaciência VIII:

  1. Tiel disse:

    “[…]reCItar um colírio e reCEItar um poema…”
    Pois bem 🙂

  2. vileite disse:

    Com perseverança aos poucos nossa impaciência vai sendo deletada .

Deixe uma resposta