Hang Ferrero apresenta “Origens” no Sarau Cois’elos’a

6 de janeiro de 2020 3 Comentários

Mais um daqueles dias pra pegar, em concha, na palma da mão.

Um fim de tarde de captura fotográfica e poética na Praia do Cascalho, em Penha. Um lugar pra se estar, chamado @coiselosa – lúdico, praiano, poético, fraterno, providencial. E o sarau! Nada mais democrático, artístico, plural! O poeta Ernesto Wenth Filho @soulpicturesfotografia fez as honras da casa e foi o grande mestre de cerimônias do evento e ainda, ao lado do seu fiel poeta escudeiro, Juliano Simão @juliano_simmao , abriram os trabalhos, provocando espasmos na atmosfera do Cois’elos’a, apresentando e declamando seus poemas do livro “Tudo Tem Seu Tempo”, publicado pela dupla.

Depois disso, encorajado pelo entusiasmo do Ernesto, o público se colocou no microfone, despertando os deuses da poesia. E ainda com uma pá de rostinhos conhecidos; sim! Aos amigos, tudo!

Foi a nossa deixa: eu e Leandro Barros assessorados pela amada musa @deabitt, assumimos a responsabilidade, depois das “impiedosas” apresentações, e saímos jogando poesia e música com nossa nova performance, pra ricochetear naquelas paredes.

Putz! Tô sentindo aquela energia até agora, porque foi i.n.c.r.í.v.e.l.

Gratidão imensa e até breve.


3 Comentários para Hang Ferrero apresenta “Origens” no Sarau Cois’elos’a:

  1. estevamweb disse:

    Um dia ainda quero participar de uma noite destas… Parabéns…

  2. Bia Perez disse:

    Arrepiou. Ainda não tive oportunidade de participar de um sarau, deve ser incrível. Bom domingo. Abraços

  3. Luciana Mendonça disse:

    Estava tudo muito lindo! Foi um final de domingo muito agradável, parabéns Hang!

Deixe uma resposta