Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

11 abril, 2019

Dialética

nunca deveria ter dito o que disse; nunca. foi como esfriar a chama com a saliva entre os dedos,...


03 abril, 2019

Trechos da minha impaciência XV

presumindo que minha condição de pensar precipitadamente tenha destruído o tempo de maturar as coisas – o que colocaria...