Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

19 maio, 2018

Sutilezas XXV

No princípio havia cegueira, bem alimentada por um peso histriônico de um caráter humano. “Quociente” coletivo. Fartava-se de luz....


17 maio, 2018

Antídoto

é que foi bem acima feito coisas de nuvem o mesmo que chuva e choro feito coro de lua...