Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

19 julho, 2018

Saliva

pele e pulso num mesmo escape um salto prum rumo respirável um quê de vida no espaço nu que...


17 julho, 2018

Girassóis

um naco de poema sobrou-lhe da borda fria. sem importância pros olhos desatentos, mas não pros seus, sempre mergulhados...


30 junho, 2018

Alquimia

aqueles gestos de ventania de provocar naturezas e de parir tempestades só que na calmaria explico melhor: é sempre...