Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

21 junho, 2019

Trechos da minha impaciência XVI

Tornei-me humano? Então, trato disso, evocando a anti- história de amor. Mãos, boca, dedos humanos em riste, impávidos, odiosos....


20 junho, 2019

Práxis

o que tanto faço com esforço tal? por ser ainda toda a dor do amor por ti. que não...