Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

19 fevereiro, 2019

Sutilezas XXXII

Não existem paredes, imaginação é campo. A consciência da plenitude sensorial é estética e resulta em poesia. De que...


16 fevereiro, 2019

Id

a larva completa seu destino, cheira ocre o lixo e justifica a natureza das suas engenharias. o lixo lavra...