Hang Ferrero, nascido em Laguna, de Anita Garibaldi, das águas por todos os lados e toda monta de seres do imaginário nativo; acredita que por conta dessa atmosfera providencial, tenha alimentado a verve poética.

Imagem Hang

Últimos poemas

05 dezembro, 2019

A saber

tempos bastante duros, estes, do calendário em curso. a oratória vem dispensando aqueles cuidados da reciprocidade, tão comumente usados...


03 dezembro, 2019

Sutilezas XXXIV

não lembro se a noite descia no manto das horas, se felicidade engendrava de propósito e esquecia, se era ela...


28 novembro, 2019

Plic! Plic!

gosto da chuva, de um jeito peixoresco. sei bem por respirar debaixo d’água e conversar à língua molhada. caem,...